DESTAQUES

Notícias

15 de Maio, Dia da/o Assistente Social

16 de Maio de 2022 16:36:24


Visando a boa prestação jurisdicional à população mineira, o Poder Judiciário atua em diversas frentes, com diferentes cargos e profissionais. Dentre os muitos papéis exercidos pelos Servidores e Servidoras, cabe à/ao Assistente Social o cuidado com a família, junto de colegas que atuam na mesma área. 

A realização de estudos sobre a situação socioeconômica familiar e educacional de menores infratores ou em situação irregular; o acompanhamento de tratamento social de menores internados; estudo para tutela ou guarda de menores; auxiliar as Varas de Família; além de outras atribuições fazem parte do cotidiano destas/es profissionais. 

A importância da/o Assistente Social no Judiciário está em decodificar as questões sociais que aparecem. “O Assistente Social traz o paradigma social pra dentro do Tribunal de Justiça, garantindo que os casos não sejam interpretados somente do ponto de vista legal. A Justiça tem que ter viés social para entender os processos que estão aqui dentro, pois todos são transversalizados pelas questões sociais e psicológicas”, explica Ana Maria Bertelli, Assistente Social aposentada e Diretora do SERJUSMIG. 

Com o papel de mediação entre a população usuária e o acesso à justiça, a/o Assistente Social representa o Estado com intervenções no espaço privado dos conflitos. Por meio de sugestões de medidas ao juiz, a/o Servidora desenvolve trabalhos de aconselhamento, orientação, encaminhamento e prevenção junto às famílias. 

Os desafios são muitos, entre os principais entraves estão a sobrecarga de trabalho e cobrança de prazos. Ana Maria explica que, com a Reforma da Previdência houve uma debandada grande de profissionais, e que ainda não foram repostos, causando um aumento e sobrecarga grande nas/os Assistentes Sociais no estado.   

Ela conta também que o avanço da tecnologia, com a instituição do PJe, a cobrança pela agilidade nos processos não respeita o tempo social, causando sobrecarga, novamente, e colocando em risco a qualidade do serviço. 

Ana Maria relata que o tempo social é transversalizado por variáveis diversas, como econômicas, emocionais e outras circunstâncias que podem ‘dilatar’ esse tempo, que seria diferente do tempo jurídico simples. “A partir do momento que tecnologia vem só para agilizar, sem considerar especificidades, pode ser um entreve para a qualidade da prestação jurisdicional”, afirma. 

A situação se complica ainda mais para estes profissionais quando a situação econômica e social do país se agrava, como nos dias atuais. “As questões que caem no Tribunal de Justiça são reflexo da ordem social que está de fora. Desemprego, fome, desesperança, acirramento da dicotomia entre bem e mal, isso tudo rebate na Justiça, e nas mãos das/os Assistentes Sociais”, lamenta a diretora.   

Um trabalho com visíveis desafios e grande responsabilidade. Reconhecendo a importância destes profissionais no Poder Judiciário, o SERJUSMIG presta suas homenagens às/aos Assistentes Sociais neste 15 de Maio, que lutam por direitos todos os dias, fortalecendo a Justiça Mineira e ajudando para que ela de fato chegue às cidadãs e cidadãos brasileiros.

 

SERJUSMIG
Unir, Lutar e Vencer

 


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas